Arquivo da categoria: Turismo

A boa do último findi em Berlim

Em função do tempo bom, fizemos dois programas que agradam tanto os berlinenses como os turistas durante um final de semana em Berlim. O primeiro foi assistir ao jogo do time da casa, o Hertha BSC contra o FC Köln pela Bundesliga, o que seria o nosso Brasileirão.

Olympiastadion - sede do Hertha BSC, que está sempre tentando se segurar na primeira divisão.
Olympiastadion – sede do Hertha BSC, que está sempre tentando se segurar na primeira divisão.

O jogo foi absurdamente chato, O juiz estava tão entediado com aquele lenga-lenga que assim que o relógio marcou 90 minutos, ele finalizou a partida.

Apesar da rivalidade – um tanto morna pelo tédio do jogo – haviam setores mistos do estádio. Fãs de ambos os times – azul do Hertha e Vermelho do Köln – torciam pacificamente lado a lado.

Torcida mista no jogo morno
Torcida mista no jogo morno

O passeio valeu pelo estádio, construído na década de 1930, período que os alemães não se orgulham de lembrar. Mas a estrutura e a arquitetura do estádio são indiscutíveis. Um exemplo de menos destaque, mas de grande importância são os banheiros, incrivelmente limpos e bem cuidados. Não estive no Brasil durante a Copa, mas a lembrança que tenho do velho Beira-Rio e do extinto Olímpico não me deixaram com saudades.

Outra medida que eu acho muito inteligente é o sistema de casco para os copos de bebida (Pfand). Quem compra uma cerveja ou refri no estádio paga dois Euros pelo copo – de plástico resistente. Como  dois Euros é muito dinheiro, todos guardam os copos até o final da função e pegam o dinheiro de volta nos quiosques. Além de mais sustentável, a ideia facilita a manutenção do estádio, pois as arquibancadas no final do jogo não ficam cheias de lixo.

Para quem gostaria de ver um jogo, é possível comprar ingressos online aqui. Mas não se iluda, não há mais nada para a final da Champions League, a menos que você queria pagar mais de 1 mil Euros por um ingresso.

Já o domingo foi dia de um programa bem família no Zoo. Como há a possibilidade de comprar um ingresso anual por um bom preço, o Zoo torna-se uma opção coringa para pais com crianças em busca de distração. O bom tempo ajudou a encher o parque. Apesar da lotação, o espaço é tão grande que não chega a comprometer o passeio para quem não está na vibe infantil.

Zoo
Zoo

Mesmo há seis anos em Berlim, nunca havia visitado o Zoo. Há vários restaurantes, banheiros e sorveterias espalhados, além de um simpático biergarten. Mesmo não sendo fã de bichos presos e expostos, dá pra ver que tudo é muito bem cuidado. De acordo com a página do Zoo na Wikipedia, ele abriga o grupo de animais mais completo do mundo. Desde girafas, elefantes, leões, cangurus, ursos… até os pinguins e canarinhos brasileiros, dá pra ver de tudo e se divertir com a fofura dos bichos.

Pinguins, meus preferidos
Pinguins, meus preferidos
Espaço dos cangurus
Espaço dos cangurus
Alguns dos bichinhos parecem posar para as fotos
Alguns dos bichinhos parecem posar para as fotos
O lago dos flamingos
O lago dos flamingos
Biergarten para curtir o tempo bom
Biergarten para curtir o tempo bom

 

Ingressos para o Zoo (13 Euros – adulto) podem ser adquiridos online, nas bilheterias automáticas da BVG (metrô) ou na bilheteria do local.

Wellness em Berlim e arredores: Fontane Therme – Neuruppin

Com o inverno rigoroso é preciso ser criativo quando se pensa em opções de lazer e entretenimento em Berlim. Os dias curtos e o céu cinza convencem rapidamente qualquer um a ficar hibernando em casa. Por sorte, a cidade e as redondezas oferecem atrações bem variadas. Além da rica agenda cultural, com cinemas, exposições de arte, teatro e shows, quem busca diversão e relaxamento para o corpo e a mente encontra nos arredores de Berlim e Brandemburgo diversos spas, piscinas e complexos de águas termais.

Esses complexos ou estâncias termais lembram um pouco os antigos clubes do Brasil, com piscinas, espreguiçadeiras, salas de fitness e restaurantes. Como eles localizam-se a cerca de 60 a 100 km da cidade, os vilarejos contam com hotéis para que o visitante dê uma fugida rápida da cidade e tire o final de semana ou um feriado prolongado para se renovar e mudar de paisagem. Para quem não quer sair da cidade, há várias piscinas em Berlim abertas no inverno.

Na sexta-feira, fomos a Neuruppin, a  cerca de 70 km ao nordeste de Berlim. Para chegar lá, pega-se o S25 até Hennigsdorf (em função das obras no trem, o S8 está fazendo o trajeto) e de lá o RE6 em direção a Wittemberge. Até Hennigsdorf basta uma passagem AB com o Anschlussticket A oder C (1,60 Euros o trecho). Ao embarcar no RE, compra-se nas máquinas automáticas ou com o funcionário uma passagem até Rheinsberger Tor em Neuruppin por cerca de 5 Euros o trecho.

Mesmo com pouca neve, fica o registro da cidade branca
Mesmo com pouca neve, fica o registro da cidade branca

Ao descer, nossa surpresa foi ver a paisagem branca, que ainda não chegou em Berlim. A cidade de Neuruppin foi fundada  em 1150, ainda como Ruppin. Algumas características da época medieval foram preservadas e são visíveis até hoje, como o grande muro de pedra e tijolo que protegia a cidade de invasores. No caminho para as termas,  passamos por ruelinhas circundadas pelo muro.

IMG_0111

Dentro de um feudo
Dentro de um feudo

 

Da estação até as Fontane Theme é necessária uma caminhada de 15 minutos. Há placas que indicam o caminho.  As termas se localizam na beira do lago Ruppiner e ao lado do hotel  Resort Mark Brandenburg (fabuloso, por sinal).

Eu já estive em algumas termas espalhadas pela Alemanha. De longe, a Fontane é a melhor de todas. A arquitetura é incrível e o lugar dificilmente fica lotado a ponto de atrapalhar o seu descanso (praticamente não há crianças nem bagunça). As dependências são divididas em duas áreas: a área principal, com uma grande piscina coberta, duas piscinas aquecidas ao ar livre de frente para o lago, o bistrô Seeblick, uma sauna para a família e os vestiários.

Piscina ao ar livre com vista para o lago
Piscina ao ar livre com vista para o lago
Piscina principal
Piscina principal

No primeiro andar encontra-se a área das saunas, onde não é permitido usar roupas de banho. As pessoas circulam de roupões e toalhas de banho. Já dentro das saunas, deve-se ficar despido. E antes que alguém comece a pensar qualquer coisa, esse hábito na Alemanha é  normal. As pessoas, é claro, são discretas e não ficam observando, apontando ou rindo do corpo alheio. A nudez aqui é vista como algo natural. A zona da sauna possui ainda uma piscina ao ar livre, uma grande sauna seca (finlandesa) à beira do lago e um acesso ao lago para se refrescar após uma sessão de sauna.

Outra área muito bonita é a sala de descanso com vista para o lago. Com espreguiçadeiras, poltronas e sofás, é o lugar perfeito para ler um livro e tirar um cochilo, pois a imersão nas águas quentes das piscinas ajuda a relaxar e dá sono. Há ainda umas cobertinhas para garantir um descanso quentinho.

Sala de descanso com  vista para o lago
Sala de descanso com vista para o lago

 

Um livro e um cochilo
Um livro e um cochilo

Por isso que, mesmo sendo uma atração aquática, bom mesmo é aproveitas as termas no inverno. O contraste do ar frio com o conforto das águas quentes das piscinas ao ar livre é uma delícia. O programa é perfeito para um dia com as amigas, umas miniférias de última hora ou para um final de semana romântico.

Preços

O Tageskarte (ingresso para o dia) custa entre 35 (segunda a sexta) a 45 Euros (sábado, domingos e feriados). As termas funcionam entre 10h às 22h. A pernoite para duas pessoas no Resort (com acesso incluído às termas até o meio-dia do dia de check-out) sai entre 225 (domingo a quinta) a 245 (sexta e sábado) Euros.  (Preços consultados em 26.01.2015)

Aqui encontra-se uma lista, em alemão, das principais termas de Brandemburgo. Há várias atrações para diferentes perfis, famílias, adolescentes, crianças… para todo mundo aproveitar a diversão da sua maneira na piscina em Berlim.

Primeiros passos em Berlim: A passagem certa no transporte público

O transporte público (S-Bahn, U-Bahn, Bus e Tram) de Berlim é um dos pontos altos da cidade. Além de rápido e relativamente pontual, andar de trem, metrô, ônibus e bonde é barato e seguro. Para quem chega em Berlim pela primeira vez, organizamos um pequeno passo a passo de como e qual passagem comprar.

Mapa do transporte público em Berlim
Mapa do transporte público em Berlim

Venda de passagem nas máquinas automáticas

Transporte público em BerlimEssa geralmente é a tela inicial das máquinas de passagem em Berlim, disponíveis em estações de trem e metrô. Para quem anda de ônibus, é possível comprar direto com o motorista. Já no bonde, há uma máquina dentro do veículo.

Basta tocar na tela para 030visualizar o menu principal. ABC são as zonas da cidade. Normalmente a zona AB é suficiente. Quem quer ir a Potsdam ou precisa ir até o aeroporto Schönefeld (SXF ou BER) precisa de um adendo da passagem (falarei sobre isso mais abaixo).

db002Quem se vira em inglês, espanhol, francês ou polonês pode efetuar a compra nesses idiomas. A opção encontra-se no canto direito inferior da tela.

 

Passagem simples

A passagem simples (Einzelfahrschein) região AB dura 2 horas e permite quantas baldeações forem necessárias desde que feitas em uma só direção. Ela custa 2,70 Euros.  Mas antes de sair comprando, é importante levar em consideração o tempo que você ficará na cidade e a frequência do uso do transporte público em Berlim, pois há opções que podem sair mais em conta.

 

Berlin WelcomeCard

O Berlin WelcomeCard é indicado para quem visita a cidade pela primeira vez e quer conhecer as principais atrações turísticas. O passe, que pode valer desde 48 horas, 72h ou cinco dias, oferece desconto em restaurantes, determinados tours e museus e custa entre 19,50 a 34,50 Euros.

 

Passe diário (Tageskarte)

Para quem quer passear sem restrições por Berlim até às 3h da manhã do dia seguinte, o Tageskarte é uma boa opção. Por 6,90 Euros você anda quantas vezes quiser durante um dia pelo valor de um pouco mais do que duas passagens simples.

 

Passagem semanal (7-Tage-Karte)

Quem planeja ficar mais tempo em Berlim pode comprar a passagem semanal. Ela é um pouco mais chatinha de encontrar no menu. Selecione “andere Fahrscheine” (outras passagens) e depois “7-Tage-Karte”. Para a zona AB, ela sai por 29,50 Euros (ainda mais em conta do que os 5 dias do Berlin WelcomeCard, por exemplo).  Por isso indico sempre essa passagem para quem passará mais tempo em Berlim e não quer fazer turismo feijão com arroz. Uma semana é um período bom para sentir mais a cidade e conhecer com calma o verdadeiro ritmo berlinense.

 

Passagem de ligação (Anschlussfahrschein)

Se você adquiriu uma passagem AB mas precisa ir para o aeroporto Schönefeld, quer passear em Potsdam ou fazer compras no Designer Outlet Berlin, não é necessário comprar uma passagem ABC. Basta adquirir uma Anschlussfahrschein A oder C (não sei se a tradução exata seria passagem de ligação, mas no caso é só um adendo a passagem já adquirida) por 1,60 Euros o trecho. Encontre a passagem em “Andere Fahrschein”, role a barra para baixo e selecione a região que você quer visitar.

 

Pagamento

db018Depois de selecionar a passagem desejada, as formas de pagamento serão informadas. Geralmente as máquinas aceitam moedas (as mais novas aceitam notas) e cartões de crédito e débito. Basta inserir o dinheiro ou o cartão no lado direito da tela.

 Validação

db019Apenas comprar a passagem não é suficiente para usar o transporte público em Berlim. É preciso validar o bilhete, inserindo-o nas máquinas localizadas ao lado das de venda. A passagem será carimbada e vale a partir deste momento. Andar com passagem sem carimbo é motivo de multa de 40 Euros (e a pagação de um mico no trem).

Não há catracas nas estações. Mas o controle das passagens é feito à paisana. Quem viaja sem passagem também leva uma multa de 40 Euros.

Pequeno manual de etiqueta para o transporte público em Berlim:

Não custa lembrar, vale pra Berlim e pra qualquer lugar do mundo…

– Quando as portas se abrem, espere todas as pessoas descerem para depois embarcar.

– Volume: não há nada de errado em conversar durante a viagem, mas evite falar muito alto.

– Nada de ouvir músicas ou conversar no celular no alto-falante.

– Evite transportar bicicletas na hora do rush (7h30 – 9h) (17h30 – 19h30).

– Ao transportar bicicletas, crianças pequenas, carrinhos de bebê ou cães, não esqueça da devida passagem. Caso haja controle e você estiver sem passagem, há uma multa de 40 Euros.

– Dê lugar para idosos, gestantes ou pessoas com necessidades especiais.

– Quando o trem está cheio, evite se posicionar perto das portas para evitar aglomerações. Há sempre mais espaço no meio do vagão.

 

Esse post foi elaborado por sugestão do Gus. Quem tiver outras sugestões pode entrar em contato com a gente. Adoramos trocar ideias: contato@deberlim.com

Serviço de utilidade pública: Mapa dos Mercados de Natal

O Berliner Morgenpost publicou hoje mais um daqueles mapas de Berlim baseados no metrô. Dessa vez, ao invés de bares e burgers, são os mercados de Natal (Weihnachtsmärkten), com as respectivas datas e localizações.

Programe-se. Diversos mercados de Natal ocorrem até o final de dezembro.
Programe-se. Diversos mercados de Natal ocorrem até o final de dezembro. Clique no mapa para ver em tamanho original.

 

Fim de ano em Berlim

Programe-se para aproveitar o melhor da cidade durante as festas de fim de ano.

Berlim lentamente prepara-se para as funções de fim de ano. Os dias já não vão além das 17h e a temperatura nos obriga a usar roupas mais quentes. Mas a vida na cidade bomba com a chegada do Natal.

Adventskalender da Lindt: contagem regressiva com um docinho por dia até o Natal
Adventskalender da Lindt: contagem regressiva com um docinho por dia até o Natal

Dezembro é um mês celebrado desde o começo com os Adventskalender, que são calendários com um mini-presente, geralmente um chocolate, para cada dia até o Natal. Os mais simples são em forma de caixinha com uma portinha em que há uma surpresa para cada dia.  Há outros mais elaborados, como o da Douglas e o da Body Shop  com produtos de beleza. Tem gente que faz o seu próprio calendário para presentear amigos e amores.

Hoje, dia 24, deu-se inicio à temporada dos mercados de Natal (Weihnachtsmarkt), que são, na minha opinião, a atração mais legal da temporada. Há vários mercados pela cidade, sendo que os mais populares são o de Gendarmenmarkt, Alexanderplatz e Gedächtniskirche em Zoo. As noites se enchem de luzes, velas e casinhas que vendem quentão (Glühwein), amêndoas carameladas, salsicha (é claro), e diversas opções de decoração e presentes de Natal. Fora o Gedarmenmarkt cuja entrada custa € 1, todos os outros mercados são gratuitos.

Temporada dos mercados de Natal começou hoje.
Temporada dos mercados de Natal começou hoje.

Pra garantir umas fotinhos, dei uma passada no mercado de Zoo e não pude evitar as delícias: crepe de Nutella e Quentão. Hummmm…

Para os berlinenses de coração que já enjoaram dos mercados tradicionais, a revista Zitty publicou uma lista com os mercados de Natal alternativos, incluindo o do super hypado Neue Heimat , que dão espaço a novos talentos da arte e da moda.

Pra quem gosta de patinar no gelo, há diversas pistas com aluguel de patins. A minha preferida é fica no Horst-Dohm Eisstadiom na estacão S Hohenzollerndamm (Ring) pois a pista de atletismo também está aberta para patinar, dando mais liberdade para correr. Há sempre música tocando e há um quiosque com coisinhas para beliscar. O ingresso curta € 3,30 e o aluguel dos patins por 1h30min sai por € 6,50.  A temporada já está aberta e o horário de funcionamento você confere aqui.

E o réveillon?

Diferente do clima do Brasil, aqui não há a tradição de vestir branco na virada do ano. Geralmente as pessoas se reúnem na casa de alguém e fazem uma janta para comemorar o réveillon. Muitos restaurantes trabalham na noite, mas é necessário fazer uma reserva com antecedência.

Em Berlim há a tradicional festa da virada no Portão de Brandemburgo para quem não se importa de encarar uns graus negativos. Há show de fogos de artifício e diversas atrações musicais que serão divulgadas na segunda semana de dezembro. A entrada é franca.

Em Novembro, vai ter mais festa no portão com os 25 anos da queda do muro.

Uma das festas mais disputadas será provavelmente a Heros For One Night, (em homenagem ao todo-poderoso David Bowie) no Neni e no Monkey Bar do recém aberto 25hours Hotel. Os preços dos ingressos variam de € 100 a € 230.

3342_7_25hours_Hotel_Bikini_Berlin_Silvester-1

 

 

Para quem quer ir pra noite, há centenas de bares e boates que organizam festas. Aqui há algumas opções reunidas e já é possível comprar um ingresso.  Há também uma grande festa no Kulturbrauerei, com pelo menos três boates e ambiente open air.

De dia um complexo cultural, de noite, vida noturna intensa no Kulturbrauerei
De dia um complexo cultural, de noite, vida noturna intensa no Kulturbrauerei

Para quem gosta de indie rock, vai ter festa do Karrera Klub no Magnet, a Silvester Pop Explosion e uma festinha no Lido, a Lido! Lido! Party Hits. Ambos são clubes menos mainstream, com ingressos e bebidas mais baratas e música para cantar junto.

Infeninho indie: Magnet
Infeninho indie: Magnet

Assim que soubermos de mais novidades, postaremos aqui. Quem estiver vindo pra cidade em dezembro e quiser passear com a gente, basta nos enviar um email. Viel Spaß!