Arquivo da tag: Outono

Últimas de Berlim

Teve de tudo nessa semana, queda na temperatura, sol, e, de novo, muita chuva e tempo cinza. Pra quem pretende vir à Berlim nos próximos dias é bom se preparar porque é capaz de nevar. Escrevo aqui as últimas de Berlim, ou ao menos aquilo que foi relevante pra mim nessa semana que termina.

Na quinta-feira o sol apareceu depois de três dias sem dar as caras. Cheguei a flagrar gente parada no meio da rua de olhos fechados curtindo a luz do sol no rosto. É impressionante como o tempo, principalmente o sol, pode servir de antidepressivo pros berlinenses e seus expatriados.

Aproveitei o dia bonito pra tirar um foto da vista do meu escritório. Berlim pode não ser a cidade mais linda da Europa, mas ainda assim, provoca uma paixão inexplicável e compulsiva em certas pessoas como eu.

o céu sobre Berlim

Visitei essa semana o café Westberlin, na Friedrichstr. Super cool, com uma seção de livros de comunicação e design. O chocolate quente deles  de 200ml custa € 3,60 – caríssimo, mas bem melhor do que muita coisa meia-boca de Starbucks e afins. Pena que não tirei foto.

Mas a trégua não durou muito e o final de semana nos recebeu de cara fechada. Aqui muita gente fala que não existe tempo ruim, mas roupas erradas. Mas sério, chuva pesada e dia terminando às 16h30min obriga qualquer um a ficar em casa. Saí sim, pra ir no supermercado que, como em todos os sábados, fica tão cheio como se a terceira guerra mundial fosse começar no dia seguinte. Tem promoção de Milka no Rewe, a barra de 100g sai por 0,79 centavos. Mas segurei a onda e só tirei uma foto. As minas do insta piraram.

img_8812
Vai um chocolatinho aí?

Como não temos como mudar o tempo, o jeito é curtir em casa. Fiz uma sopa com base de molho de tomate, cenoura, batata, batata doce, massinha e salsichinha wiener que encontrei no livro “Familie in Form” (hahahah). Pra acompanhar, um vinhozinho branco da França. Não posso reclamar da vida.

Cardápio de outono: a noite de sábado foi assim.
Cardápio de outono: a noite de sábado foi assim.

E por último, mas não menos importante: depois de sete anos de espera, vou ver o show do Wilco na segunda-feira. Comprei o ingresso há um ano e venho esperando bem feliz. Não vejo a hora.  Wilco e sua Alemanha Impossível me acompanham nessa jornada de quase 8 anos nesse país aqui.

Schmiiiilcooo do Wilco <3
Schmiiiilcooo do Wilco <3

deBerlim está de volta

Depois de mais de um ano, o deBerlim renasce das cinzas. Por motivos de força maior (trabalho e maternidade – até então, a aventura mais incrível que eu vivenciei), me afastei do blog mas tentei manter pelo menos o insta na ativa.

Essa semana, depois de conversar com uma blogueira do Reino Unido, me pilhei de retornar com o deBerlim, e aqui estou :) Como minha vida mudou bastante, não tenho mais tempo de explorar novos lugares a cada final de semana como antes… Mas vou tentar compartilhar aqui sempre que possível as pequenas belezas do dia a dia berlinense.

Diferente do outono dourado do ano passado, a segunda metade de setembro e todo o mês de outubro foi cinza, carregado, escuro… com aquela chuvinha tinhosa de arrepiar cabelo. A parte boa, como em todos os anos, é comer sopa de abóbora, tomar Federweiße (que já está a venda no mercado faz tempo) e dar mais valor aos rituais em casa, com jantinhas, velas, cobertores e, quando o nenê dorme cedo, Netflix.

Siegssäule
Siegssäule

Hoje a previsão do tempo nos deixou (de novo) na mão. O sol até apareceu timidamente, fui pra Kudamm e no Tiergarten. Tentamos ir tomar um café no Englischer Garten, que a gente gosta muito, mas estava fechado para um evento. Fuén. Acabamos parando num restaurante escondido entre o Portão de Brandemburgo e o Parlamento. Infelizmente o bolo estava mais bonito do que gostoso.

Käsekuchen e Schokosähne - bonitos mas ordinários
Käsekuchen e Schokosähne – bonitos mas ordinários

A previsão do tempo promete sol para amanhã. Vamos ver o que o domingo nos reserva. O horário de verão infelizmente chega ao fim com uma hora a mais para dormir como prêmio de consolação. Preparo-me então pra encarar o cair da noite a partir das 16h. Bora lá.

5 dicas para curtir o outono em Berlim

A chegada do outono possibilita aproveitar a cidade de uma maneira bem particular, mais tranquila e ainda na rua, com uma paisagem dourada-alaranjada. O final de setembro já exige que a gente tire um casaco mais quentinho do armário, muda o cardápio dos restaurantes  e oferece uma série de programas bacanas pelos arredores da cidade. Selecionamos algumas dicas para você curtir o que Berlim tem de melhor durante o outono.

1. Aproveitar a temporada gastronômica da abóbora

A temporada da abóbora começou e maioria dos restaurantes já incluiu a fruta nos seus cardápios. Como a temperatura está mais amena, a abóbora aparece em sopas e cremes e como molho de massas. É uma delícia. A temporada vai até metade de novembro.

sopa_abob_trat

 

2. Curtir a paisagem dourada dos parques

Seja para fazer um piquenique, um passeio de bici ou uma caminhada nos dias de sol, os parques de Berlim ficam lindos durante o outono com a queda das folhas. Volkspark am Friedrichshain, Treptower Park e o Tiergarten são sempre boas opções.

20140923_134054
Volkspark Wilmersdorf ainda verdinho

 

3. Conferir o circuito alternativo de cinema

Cinema é um bom programa em qualquer estação. E por sorte, Berlim está cheio de pequenos cinemas alternativos com uma seleção de filmes bem interessante com versões originais (em inglês). Abaixo alguns dos que eu mais gosto.

Kino Eiszeit Kreuzberg

Acud Kino Mitte  / Prenzlauer Berg

Blauerstern Pankow (Só em alemão :( )

Rollberg Kino Neukölln

Descobri um app bem bom chamado Kinoradar que mostra toda a programação atual dos cinemas, basta indicar o PLZ (cep) de onde você está ou ativar o GPS do celular.

Kino International - na antiga Ost Berlin
Kino International – na antiga Ost Berlin

 

4. Perder o medo da sauna

Os arredores de Brandemburgo estão cheios de complexos de águas termais, com piscinas aquecidas e saunas. Quem quer tirar o final de semana para relaxar, pode ficar em um dos hotéis das redondezas ou somente fazer um spa day. Mas nada de mimimi, nas dependências da sauna, aplica-se o conceito da cultura do corpo livre (FKK) – tudo com muito respeito. Quanto melhor as dependências do lugar, mais caro o ingresso, que pode chegar a 70 Euros o Tagesticket. As termas Neurupinn e Bad Saarow são sempre bem recomendadas. Em Berlim, a mais famosa é a Liquidrom, mas eu nunca estive lá. As opções mais em conta são as piscinas públicas (Halle) da Berliner Bäder-Betriebe.

Neuruppin - um paraíso
Neuruppin – um paraíso

 

5. Começar um curso ou um novo hobby

O começo do outono marca o inicio do ano letivo, com ele,  há diversas ofertas de cursos… quem sabe não é a hora de melhorar o alemão, fazer aquele curso de dança ou finalmente ir pra academia? Ano passado nessa época, por exemplo, fiz um curso de dança (valsa, discofox, foxtrott, chachacha, tango e salsa) na Tanzschule am Bürgerpark. As instalações do lugar são tão bonitas que cada aula parecia um baile. Durante as pausas ainda era possível degustar um bom vinho ou uma cervejinha gelada. Imperdível.

Tanzschule am Bürgerpark
Tanzschule am Bürgerpark