Arquivo da tag: Vida Noturna

Shows em Berlim – Fevereiro e Março de 2015

Pra quem vem ou mora na capital da Alemanha e quer aproveitar a oferta de shows em Berlim, listamos algumas bandas de rock / indie rock que se apresentam na cidade até março.

Para conferir outras atrações, o site Eventim.de disponibiliza uma vasta lista de eventos que podem ser filtrados por cidade além de uma loja online para adquirir os ingressos dos eventos e shows em Berlim.

 

Interpol interpolantics
Quando: 04.02.2015, quarta-feira, 20h
Onde: Columbiahalle, Columbiadamm 13-21, 10965 Berlim
Quanto: 42 Euros
Ingressos disponíveis online

 

The Kooks the-kooks-concert-barcelona
Quando: 07.02.2015, sábado, 20h.
Onde: Columbiahalle, Columbiadamm 13-21, 10965 Berlim
Quanto: 36 Euros
Ingressos disponíveis online

 

The Black Keys blackkeys
Quando: 20.02.2015, sexta-feira, 20h
Onde: Max-Schmeling-Halle, Falkplatz 1, 10437 Berlim
Quanto: a partir de 46,25 Euros
Ingressos disponíveis online

 

The Dandy Warhols Th-Dandy-Warhols-the-dandy-warhols-26802338-320-395
Quando:16.03.2015, segunda-feira, 20h
Onde: Postbahnhof am Ostbahnhof, Straße der Pariser Kommune 8, 10243, Berlim
Quanto: 26,20 Euros
Ingressos disponíveis online

 

Noel Gallagher’s High Flying Birds  noel_gallagher_s_high_flying_birds_demo_artwork_by_ribbon_in_the_sky-d5v9dp7
Quando: 16.03.15, segunda-feira, 20h
Onde: Max-Schmeling-Halle, Falkplatz 1, 10437 Berlim
Quanto: 39,45 Euros
Ingressos disponíveis online

 

The Wombats wombats
Quando: 26.03.2015, quinta-feira, 20h
Onde: ASTRA Kulturhaus, Revaler Str. 99, 10245 Berlim
Quanto: 28,30 Euros
Ingressos disponíveis online

 

Festival of Lights – Berlim iluminada

Até o dia 19.10.2014 Berlim ganha um brilho especial durante a noite em suas principais obras arquitetônicas com o Festival of Lights. Um presente para quem mora ou visita a cidade, um motivo para sair pra rua durante a noite e, o melhor de tudo,  kostenlos, de graça.

Ontem, sábado, fomos atrás das luzes em Mitte. No roteiro, comecei pela Berliner Dom, passando pelo Palais am Festgraben, Hotel de Rome, Humboldt Universität, Konzerthaus, Brandenburger Tor e terminando em Potsdamer Platz. Como a noite não estava fria, muita gente circulou pelas ruas com câmeras em punho pra registrar as projeções que vestiram as construções pelos arredores da Unter den Linden. Muito legal mesmo.

Agora, o que interessa, as fotos!

Berliner Dom
Berliner Dom
Flores...
Flores…
...cores
…cores
E amor em todas as línguas.
E amor em todas as línguas.
Palais am Festungsgrabe
Palais am Festungsgrabe
20141011_203753_LLS
Humboldt Universität – na minha opinião, o prédio mais bacana
Uni e o Hotel de Rome à esquerda.
Uni e o Hotel de Rome à esquerda.
Lembrei de uma propaganda antiga da Coca de uns elefantinhos nadando. Um amor.
Lembrei de uma propaganda antiga da Coca de um elefantinho nadando. Um amor. Quem mais lembra?
A noite agradável, sem frio, convidou todo mundo para sair de casa.
A noite agradável, sem frio, convidou todo mundo para sair de casa
Além das imagens, música clássica pra acompanhar. Nada mais apropriado para a Konzerthaus
Além das imagens, música clássica pra acompanhar. Nada mais apropriado para a Konzerthaus
Brandenburgerr Tor - o mais esperado
Brandenburger Tor – o mais esperado
Em Novembro, vai ter mais festa no portão com os 25 anos da queda do muro.
Em Novembro, vai ter mais festa no portão com os 25 anos da queda do muro.
Potsdamer Platz
Potsdamer Platz – a vida acontecendo em Berlim
A iluminação normal da estação contribui para o show
A iluminação normal da estação contribui para o show de luzes
Vinho e cervejinha to go!
Vinho e cervejinha to go!

 

Grande noite de outono. Que venham várias outras!

 

 

 

 

 

 

 

Low profile nightlife: Neue Heimat

A diversidade de opções da vida noturna berlinense não cansa de me surpreender. Um dos achados do verão desse ano para o público na faixa dos 30 – 40 anos foi o Neue Heimat (Revaler Str. 99 – S + U Warschauer Str.) que foi sede de food markets, feirinhas de roupas, sessões de cinema e festas.

Espaço gastronômico
Espaço gastronômico

O lugar, que possui dos galpões e um espaço open air, abriu na última sexta a sua temporada indoor. A decoração, com fios de luz, velas e flores transforma o que era um galpão abandonado, cheio de grafites, num ambiente bem acolhedor – perfeito para quem quer fazer um happy hour beliscando uma comfort food e para os namoradeiros que querem curtir uma vida noturna low profile.

Grafite, luzes e flores. O ambiente indoor do Neue Heimat é acolhedor.
Grafite, luzes e flores. O ambiente indoor do Neue Heimat é acolhedor.

O ponto alto da noite foi a jam session de jazz (ingresso a 3 Euros), que começa a partir das 22h, com artistas de várias nacionalidades tocando quase como de  improviso no palco. Há uma pequena arquibancada com almofadas, um bar e o palco onde os músicos se revezam com muita descontração e dão de presente uma ótima experiência musical para o público.

 

 

10 coisas que você tem que fazer quando estiver em Berlim

Berlim é uma cidade  que rende milhões de listas. Como quem vos fala anda por terras brasileiras, resolvi aquecer os ânimos deBerlim com uma pequena listinha que elaborei em 2009 no meu antigo projeto Indiesphere que, apesar do passar do tempo, continua bem atual para quem planeja conhecer ou retornar para a cidade. Acha que faltou alguma coisa? Não deixa de escrever tuas dicas nos comentários!

—-

Desde que moro aqui, alguns bons amigos já vieram me visitar. E é claro que eu faço questão de mostrar tudo que a cidade tem de melhor que, normalmente, não está nos guias de turismo. Pois bem. Para facilitar a vida de todos e a minha também, resolvi escrever tudo de uma vez só para poder apenas dar um ctrl+c ctrl+v pra quem vem.

 

1- Comer Currywurst no Konnopke’s

Foto: Julia Dócolas
Foto: Julia Dócolas

Pra quem não sabe, currywurst é uma salsicha na brasa servida com ketchup e curry em pó. Ela vem picadinha e mergulhada no molho. Obviamente, é possível encontrar currywurst em cada esquina da cidade, mas não há melhor do que a do Konnopke, pertencente à história de Berlim desde 1930. Direto na estação Eberswalder Str, no coração de Prenzlauer Berg, é muito normal ter fila e infelizmente eles fecham cedo (se eu não me engano, às 19h). E eles são tão famosos, que nem trabalham nos domingos e feriados.

Por que o Konnopke é melhor:

Foto: Julia Dócolas
Foto: Julia Dócolas

O Imbiss tem um clima muito familiar. Além do mais, o ketchup deles é especial, dá pra escolher entre 5 níveis de pimenta. Dica: é bom pedir a currywurst mit pommes (com fritas) e com um pãozinho pra acompanhar. É uma delícia.

 

2 -Tirar foto nas Photoautomats

 

Não gaste dinheiro em cartões postais. Te joga na photoautomat com teus amigos e garante a lembrança mais fofa de Berlim por apenas 2 Euos. As máquinas são antiguinhas e as fotos saem em preto e brancao (deixando todo mundo bonito! Heheh). É normal ter fila nas noites de final de semana, quando o pessoal se empolga e se mete na cabininha pra levar uma lembrança dos momentos felizes. Elas estão espalhadas em lugares estratégicos da cidade. Ano passado, tinha uma ainda dentro do Bar 25, na beira do Spree.* (Nota da autora: o clássico Bar 25 não existe mais. Pra ter uma ideia do que era, vale a pena conferir o filme Berlin Calling)

 

3 –Tomar uma Berliner Weiss Rot no Prater’s

Foto: Julia Dócolas
Foto: Julia Dócolas

O Prater é um biergarten ali na Kastanienalle (pertinho do Konnopke e quase a frente de uma photoautomat). Se você vai pra Berlim nos meses quentes, tem que dar um pulo lá e tomar a Berliner Kindl Weisse Rot. Eles servem a cerveja num copinho baixo, misturam groselha e servem com canudinho. Eu adoro. Também tem a versão pronta na garrafa. Mas a mistura feita na hora deixa a bebida mais saborosa.

 

4 – Comer sushi em Kotbusser Tor

Ahhh, porque aqui em Berlim o esquema do sushi não é tão farto como no Brasil. Mas eu achei uma solução! Eu gosto da filial na Adalbertstrasse porque fica no meio de Kreuzberg, conhecido pela grande comunidade turca e pelos vários botecos (kneipes). Os caras que trabalham lá mal falam alemão, é sushi feito por quem entende mesmo. Eles têm desconto de 50% no happy hour, que vai das 11h às 22h . Como sempre o spicy tuna gekocht e o salmão com cebolinha. Impossível não passar lá a cada visita a Berlim. Dá pra comer muito bem e pagar 12 euros (com uma bebida). (Nota da autora: o meu sushi preferido do momento é o Yoko, mas o forte deles é a tele-entrega. O sushi é melhor, mas o preço é mais alto.)

 

5 – Tomar chocolate gelado no Balzac Coffee

Foto:  Julia Dócolas
Foto: Julia Dócolas

O Balzac é uma imitação do Starbucks, mas é barato e mais gostoso. Eu amo o Balzac.  Mas como eu não tomo café mesmo, recomendo o ice dark chocolate mit sähne. Eles servem com gelo mesmo. E no topo colocam marshmallow com calda de chocolate.

 

6 – Pegar sol, nadar e socializar na Badeschiff!

Berlim não tem praia?? Os berlinenses dão um jeito!! A Badeschiff é praticamente uma praia (com areia e tudo) na beira do rio Spree com uma super piscina no meio do rio. No verão, não importa se é dia de semana, cedo ou tarde, sempre está lotado de gente nova e bonita. Por menos de 10 euros é possível curtir o dia todo lá. Recomendo chegar antes das 11h pra pegar uma espreguiçadeira na areia, porque depois só sobra lugar lá longe nos decks ou no concreto. Mas não importa. Na borda do piscinão, dá pra sentar e ficar curtindo o visual. Dá a impressão que estamos boiando no meio do rio. Imperdível!

 

7 – Tirar uma fotinho deitado(a) na grama da Catedral

Berliner Dom

Diga adeus às fotos chatas. Bem em frente à praça (ou gramado), passando o chafariz, deite no chão, de barriga pra cima, com a cabeça virada pra catedral. Peça pro seu parceiro de viagem sentar no chão a sua frente (de frente pra catedral), vire a cabeça pra ele, dê aquele sorriso e garanta a foto mais bacana na frente da catedral Berlinense.

 

8 – Fazer um grillzinho no Volkspark am Friedrichshain

Esse é o meu parque favorito!! Lindo, com Biergarten, laguinhos e muito verde. Junte a turma, compre a carne, leve toda a tralha (cerveja quente, mostarda, molhos e pão), te joga no chão e faz um churrasquinho. O parque é completamente seguro e dá pra ficar até tarde no horário de verão, porque anoitece super tarde. Difícil é achar lugar pra armar a função, porque todo mundo vai pra lá. (Nota da autora: oficialmente, é permitido fazer churrasco apenas no topo de um dos morros do parque, mas a maioria dos frequentadores não dão muita bola pra essa regra. Se você não quer se incomodar, não se arrisque e respeite as áreas permitidas.)

 

9 – Passar pela estação Alexanderplatz entre 0h – 2h nas noites de sexta ou sábado antes da festa

Foto: Julia Dócolas
Foto: Julia Dócolas

Berlim é famosa pela vida noturna. Mas como é IMPOSSÍVEL conhecer tudo que é casa noturna passando um final de semana, dá pra ter uma boa impressão do que tem por aqui na estação de metrô de Alexanderplatz. A estação é um ponto de conexão entre toda a cidade, onde passam trens, metrôs, bondes e ônibus. Por isso, todo mundo acaba indo por ali pra ir pra qualquer lugar. Durante esse horário, todas as tribos estão soltas e caminham por ali com seus amigos, cantando, falando alto, surtando e até brigando, sempre com uma Biërchen (cervejinha) na mão. É uma experiência antropológica!

 

10 – Curtir a White Noise no White Trash Fast Food

 

A melhor pedida pra ter uma impressão do que a noite de Berlim pode oferecer. Restaurante, tattoo saloon e disco, o White Trash é meu lugar preferido da cidade sem ser arrogante. O ingresso custa de 6 a 10 euros e não tem essa de doorman barrar na porta como rola em outros clubes tradicionais, como o Bergheim, Bar 25, etc. Sempre que posso, vou lá todos os sábados. O teto baixo da pista principal dá aquele climão de inferninho e o pessoal literalmente derrete com a escolha certeira do line up dos Dj. (Nota da autora: O White Trash está de mudança de Prenzlauer Berg para Kreuzberg. Não conheço o lugar novo, por isso é melhor conferir a programação no site antes de ir pra lá direto).

 

A lista vai longe. Mas sabe como é, dez é sempre um número emblemático. Quem quiser mais ou quiser colaborar com mais dicas, bitte schreib mir: deberlim.com@gmail.com