Passo a passo: como se virar usando o transporte público em Berlim

Primeiros passos em Berlim: A passagem certa no transporte público

O transporte público (S-Bahn, U-Bahn, Bus e Tram) de Berlim é um dos pontos altos da cidade. Além de rápido e relativamente pontual, andar de trem, metrô, ônibus e bonde é barato e seguro. Para quem chega em Berlim pela primeira vez, organizamos um pequeno passo a passo de como e qual passagem comprar.

Mapa do transporte público em Berlim
Mapa do transporte público em Berlim

Venda de passagem nas máquinas automáticas

Transporte público em BerlimEssa geralmente é a tela inicial das máquinas de passagem em Berlim, disponíveis em estações de trem e metrô. Para quem anda de ônibus, é possível comprar direto com o motorista. Já no bonde, há uma máquina dentro do veículo.

Basta tocar na tela para 030visualizar o menu principal. ABC são as zonas da cidade. Normalmente a zona AB é suficiente. Quem quer ir a Potsdam ou precisa ir até o aeroporto Schönefeld (SXF ou BER) precisa de um adendo da passagem (falarei sobre isso mais abaixo).

db002Quem se vira em inglês, espanhol, francês ou polonês pode efetuar a compra nesses idiomas. A opção encontra-se no canto direito inferior da tela.

 

Passagem simples

A passagem simples (Einzelfahrschein) região AB dura 2 horas e permite quantas baldeações forem necessárias desde que feitas em uma só direção. Ela custa 2,70 Euros.  Mas antes de sair comprando, é importante levar em consideração o tempo que você ficará na cidade e a frequência do uso do transporte público em Berlim, pois há opções que podem sair mais em conta.

 

Berlin WelcomeCard

O Berlin WelcomeCard é indicado para quem visita a cidade pela primeira vez e quer conhecer as principais atrações turísticas. O passe, que pode valer desde 48 horas, 72h ou cinco dias, oferece desconto em restaurantes, determinados tours e museus e custa entre 19,50 a 34,50 Euros.

 

Passe diário (Tageskarte)

Para quem quer passear sem restrições por Berlim até às 3h da manhã do dia seguinte, o Tageskarte é uma boa opção. Por 6,90 Euros você anda quantas vezes quiser durante um dia pelo valor de um pouco mais do que duas passagens simples.

 

Passagem semanal (7-Tage-Karte)

Quem planeja ficar mais tempo em Berlim pode comprar a passagem semanal. Ela é um pouco mais chatinha de encontrar no menu. Selecione “andere Fahrscheine” (outras passagens) e depois “7-Tage-Karte”. Para a zona AB, ela sai por 29,50 Euros (ainda mais em conta do que os 5 dias do Berlin WelcomeCard, por exemplo).  Por isso indico sempre essa passagem para quem passará mais tempo em Berlim e não quer fazer turismo feijão com arroz. Uma semana é um período bom para sentir mais a cidade e conhecer com calma o verdadeiro ritmo berlinense.

 

Passagem de ligação (Anschlussfahrschein)

Se você adquiriu uma passagem AB mas precisa ir para o aeroporto Schönefeld, quer passear em Potsdam ou fazer compras no Designer Outlet Berlin, não é necessário comprar uma passagem ABC. Basta adquirir uma Anschlussfahrschein A oder C (não sei se a tradução exata seria passagem de ligação, mas no caso é só um adendo a passagem já adquirida) por 1,60 Euros o trecho. Encontre a passagem em “Andere Fahrschein”, role a barra para baixo e selecione a região que você quer visitar.

 

Pagamento

db018Depois de selecionar a passagem desejada, as formas de pagamento serão informadas. Geralmente as máquinas aceitam moedas (as mais novas aceitam notas) e cartões de crédito e débito. Basta inserir o dinheiro ou o cartão no lado direito da tela.

 Validação

db019Apenas comprar a passagem não é suficiente para usar o transporte público em Berlim. É preciso validar o bilhete, inserindo-o nas máquinas localizadas ao lado das de venda. A passagem será carimbada e vale a partir deste momento. Andar com passagem sem carimbo é motivo de multa de 40 Euros (e a pagação de um mico no trem).

Não há catracas nas estações. Mas o controle das passagens é feito à paisana. Quem viaja sem passagem também leva uma multa de 40 Euros.

Pequeno manual de etiqueta para o transporte público em Berlim:

Não custa lembrar, vale pra Berlim e pra qualquer lugar do mundo…

– Quando as portas se abrem, espere todas as pessoas descerem para depois embarcar.

– Volume: não há nada de errado em conversar durante a viagem, mas evite falar muito alto.

– Nada de ouvir músicas ou conversar no celular no alto-falante.

– Evite transportar bicicletas na hora do rush (7h30 – 9h) (17h30 – 19h30).

– Ao transportar bicicletas, crianças pequenas, carrinhos de bebê ou cães, não esqueça da devida passagem. Caso haja controle e você estiver sem passagem, há uma multa de 40 Euros.

– Dê lugar para idosos, gestantes ou pessoas com necessidades especiais.

– Quando o trem está cheio, evite se posicionar perto das portas para evitar aglomerações. Há sempre mais espaço no meio do vagão.

 

Esse post foi elaborado por sugestão do Gus. Quem tiver outras sugestões pode entrar em contato com a gente. Adoramos trocar ideias: contato@deberlim.com

  • Tatiana Lemos

    Olá! Não entendi esta colocação: “Ao transportar bicicletas, crianças pequenas, carrinhos de bebê ou cães, não esqueça da devida passagem.”. Vamos viajar, eu, meu marido, meu filho de 1 ano e meio, e sempre estaremos com carrinho de bebê. Além de mim e do meu marido, meu filho também vai pagar passagem? E o carrinho? Obrigada!